A Robauto e o Vegetarianismo

A Robauto e o Vegetarianismo

Nos idos dos anos 90 existia, em um subúrbio carioca, uma feira livre de peças de carros roubados e desmanchados pelos bandidos que eram vendidas pela metade do preço da loja. A famosa ROBAUTO. Até aí nada de anormal pois a função do bandido é roubar, o surpreendente eram os ilustres cidadãos da cidade maravilhosa que compravam e ainda reclamavam do exorbitante índice de roubos de carros que havia na época, obviamente que culpavam a ineficiência da polícia e queixavam-se do elevado valor dos seguros de automóveis (!).

Comprar peças roubadas além de incentivar o roubo, é crime. Somos cúmplices de todo o processo ainda que participantes apenas nas fases finais.

E o que isso tem a ver com o vegetarianismo? – Tudo a ver!

Em um passado recente e ainda persistente, nos queixamos dos desmatamentos na Amazonia. Organismos internacionais do meio-ambiente citam como uma das maiores tragédias mundiais o desmatamento e queimadas que la ocorrem. Mais de 70% do desmatamento da Amazonia é devido a pecuária e plantio de soja, para alimento de animais. Um boi em média se alimenta de toneladas de ração para produzir módicos 250Kg de carne, isso mesmo aquela picanha com capa de gordura na brasa que se toma com uma cervejinha é uma pequena fração destes 250Kg.

Mesmo que se feche os olhos para os maus tratos do ser vivo que se prepara para o abate, mesmo que se ignore a imensa, gigantesca e absurda quantidade de agua que se gasta nos matadouros e frigoríficos, mesmo que sejamos surdos ao grito silencioso desse tosco e desumano processo, não é possível, para uma mente mediana, não perceber que somos também cúmplices do desmatamento e das queimadas na Amazonia quando compramos 1kg de carne no açougue.

E o que isso tem a ver conosco ? – ….

“ Seja a mudança que quer ver no mundo”  Mahatma Gandhi.

Namastë.

Leo Romão é dirigente do Espaço Saúde Terapias em Laranjeiras-Rio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *