Novo estudo mostra os benefícios cardiovasculares da yoga

Novo estudo mostra os benefícios cardiovasculares da yoga

Yoga_praiaEntre numa aula de yoga típica e provavelmente você irá ouvir algumas referências ao coração. Posições em que a coluna é curvada para trás são chamas de “abridores de coração”. Frases como “levante seu coração” ou “brilhe o seu coração para frente” são comuns. E se você pratica há tempo suficiente provavelmente já ouviu alguma menção ao chakra do coração. Mas enquanto linguagem poética ou esotérica é normalmente parte de um curso de yoga, não é comum ouvirmos sobre os efeitos no sistema cardiovascular. Ou pelo menos até Dezembro passado quando se ouviu notícias sobre uma nova pesquisa publicada no European Journal of Preventive Cardiology sugerindo que a yoga pode ajudar a proteger contra doenças do coração. E com chamadas como “Yoga é boa para o seu coração como exercício aeróbico” e elogios aparecendo em publicações como Washington Post e Cosmo, que entusiasta de yoga não se gostaria de curtir, compartilhar, retuitar?

 

A pesquisa liderada pela professora Myriam Hunink da Erasmus University Medical Center em Rotterdam e Harvard School of Public Health em Boston, foi uma revisão de 37 estudos aleatórios envolvendo 2.768 participantes. Foi descoberto que a yoga está ligada à redução de fatores chave para doenças do coração, incluindo a redução do índice de massa corporal (IMC), perda de peso, melhoria dos níveis de colesterol, diminuição da pressão sanguínea e redução da frequência cardíaca. Os pesquisadores também descobriram que no que diz respeito à melhoria dos fatores de risco, a yoga não é diferente de outros exercícios físicos.

 

Embora essas novas descobertas sejam animadoras (e para muitos professores e praticantes uma maneira de validação), elas também levantam algumas questões. Por exemplo,  como a yoga funciona fisiologicamente? Porque a yoga ,que não é normalmente considerada um exercício cardiovascular, reduz os fatores de risco?Isso significa que os ygis podem pular a corrida matinal em favor de algumas saudações ao sol extras?(Ou, alternativamente, aqueles de nós que não fazem a corrida matinal podem parar de se sentir culpados se tivermos um yoga regularmente?). Outra questão que vem à tona é o fato de que o estudo não foi claro em relação a quais estilos de yoga que produzem esse benefício. Em relação à saúde do coração, o que seria mais benéfico: uma aula tranquila e restauradora ou uma sessão vigorosa de vinyasa?

“Eu penso que a redução do estresse é uma grande parte na redução do risco para doenças cardiovasculares” sugere a Dr. Carrie Demers, médica de medicina integrativa que regularmente leciona saúde do coração (redução do estresse também foi sugerida pelos pesquisadores como uma possível explicação para a redução dos fatores de risco). Nós pensamos os exercícios aeróbicos como uma maneira de fortalecer o coração. E existe verdade nisso. Você aumenta sua aptidão cardiovascular fazendo trabalhos aeróbicos – e todos nós precisamos disso. Mas o fato de que através da yoga (que provavelmente não era aeróbica) a pressão sanguínea e os perfis de lipídio dos participantes melhoraram, e eles até perderam peso diz que alguma outra coisa estava acontecendo.

“Eu acho que isso se reduz a duas coisas”, Demers explica “que movimento físico em geral é positivo, e que a prática de yoga reduz o estresse. Nós sabemos que o estresse em si aumenta todos os fatores de risco para doenças do coração”. “Quando você está estressado de forma crônica, sua pressão sanguínea sobe. Seu colesterol aumenta por causa do aumento do cortisol. Se nós simplesmente respirarmos, alongarmos e relaxarmos – isso é o que a yoga faz- nós diminuímos nosso risco para doenças do coração”.

Por conta da natureza desta pesquisa (englobando uma revisão de 37 outros estudos), ela incluía participantes de várias modalidades de yoga. Isso significa que a diferença entre os estilos de yoga e os benefícios cardiovasculares dos mesmos ainda deve ser determinada. Contudo, se a redução do estresse é de fato um fator-chave, qualquer abordagem pode ser potencialmente vantajosa. De fato, um estudo em 2013 conduzido por Maria G. Araneta, PhD,MPH da Universidade da California, San Diego, descobriu que yoga restaurativa pode ajudar com a perda de peso (uma das melhorias dos fatores-chave de risco citados no estudo anterior), e com a redução do hormônio do estresse (cortisol).

E, embora reconhecidamente mais difícil de medir do que o índice de massa corporal, pressão arterial e níveis de colesterol, muitos vêem benefícios espirituais e emocionais do Yoga como uma fonte fundamental de cura também. “Eu penso que talvez exista mais do que somente reduzir o estresse, trabalhar os músculos e respirar mais oxigênio para o copo”, disse a professo de yoga Shari Friedrichsen, que frequentemente dá workshops e seminários sobre yoga e o coração. “Eu acho que a yoga dá a oportunidade de na verdade começar a prestar atenção a nós mesmas, a reconhecer a si próprio e ter entendimento de quem somos. E eu acho que isso é de um grande valor. Com a yoga nós começamos a olhar para o coração como parte de um processo orgânico de cura de si mesmo”.

Embora ainda seja preciso mais pesquisas para responder a pergunta de “que tipo de yoga?”, essas descobertas iniciais são promissoras. Mas elas realmente implicam que nós podemos substituir a corrida por algumas posições de yoga? Demers diz que exercício aeróbico ainda é importante. “Nós sempre vamos precisar fazer alguns exercícios aeróbicos porque isso faz o coração e as veias mais robustas, mais resilientes e mais preparadas para o estresse da vida. Assim como quando você tem que correr para pegar um taxi e chegar no aeroporto a tempo – você necessita de forças e resistência para aguentar as demandas do momento. É possível fazer yoga de maneira aeróbica mas a maioria de nós não a faz assim. Existe uma diferença quando eu pratico yoga. Quando eu estou do lado de fora correndo ou andando de bicicleta como exercício físico, eu ainda estou respirando profundamente (como na yoga), mas eu estou trabalhando meu corpo de propósito. Eu quero ir mais longe e suar. Mas quando eu faço yoga eu estou focando em alongar e abrir e expandir meu corpo. Eu ainda estou fortalecendo, mas tem um diferente sabor. Eu realmente penso que nós precisamos ser pessoas saudáveis”.

Texto originalmente publicado em https://yogainternational.com/article/view/new-study-highlights-yogas-cardiovascular-benefits

Por Kat Heagberg

Tradução Lídice Nascimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *